quarta-feira, 5 de março de 2008

Mesmos

"Adeus"
Há um silêncio ao redor dessa palvra.
Algo frio, só, algo imposto em nossa lembrança.
Há medos.
"Adeus"
Medo da falta que fará quem dizer isso no olhar,
Como um segredo, que você não revelaria.
Medo da mesma pessoa que se foi e ainda está aí.
"Adeus"
Medo de tudo que não foi dito, mas que ecoará eternamente dentro de você.
Uma voz canta "goodbye, my lover, goodbye, my friend"...
Quase rio, não consigo me emocionar.
"Adeus"
Eu tento ver.
É tão alto que eu gritaria, me surpreendo.
Mas eu não digo nada.

Um comentário:

Brenda de Oliveira disse...

pode parecer bonito,
mas é principalmente uma parte de minhas verdades.


(Não sabia que tu tinha blog!)


Beijinho.