quarta-feira, 6 de maio de 2009

Arder-te.

Onde arde,
Arde breve (e para sempre).
E doar-te é tão impensável.
E, para sempre, arder-te é tão impossível.
Onde é árduo,
Breve e impensável,
Doar-te é para sempre.
Arder-te, imprescindível.
É árduo não arder-te.
Onde arde,
Arde breve (e não se sente).

Um comentário:

PR. EDSON disse...

Como vai meu filho lindo,texto muito persuasivo,Fico muito feliz em ver um jovem talentoso assim como vc
parabens,Nao parev de escrever vc e um talento para nossos dias
Abraco
Edson Goncalves da Silva
En Maill
pbedsonamerica@hotmail.com