sábado, 30 de maio de 2009

Outro.

Seu nome eu escrevo e apago repetidas vezes.
Tento descrever o que seus olhos vêem e sua boca não diz.
Em alguns momentos eu sinto que sou cada instante desse silêncio que seus olhos denunciam.
Porém, depois eu não sei de nada.
Com a sutileza mais escancarada, eu lhe digo que acredito em todos os seus sonhos e seu semblante mudo me faz todo o sentido.
Mas as palavras que conheço não são o suficiente.
Absorto, num desvario premeditado, assim eu lhe busco.
(E crio você a me buscar)
Eu escrevo e apago, quando duas palavras bastariam...
Seu nome é um segredo.

2 comentários:

Franklin Maciel disse...

Gostei muito do seu blog, seguirei daqui por diante

Qdo puder, dê uma conferida no meu, gostaria muito de conhecer sua opinião
Grande abraço

www.franklinmaciel.blogspot.com

Ser em construção disse...

Fico muda diante de palavras
fico muda diante de gravatas
fico muda diante de poetas
fico muda diante de patetas
fico muda diante de portais
fico muda diante de postais
Fico nua diante do Silêncio.

Gostei muito do seu espaço, espero sua visita no Em Construção http://blogeemconstrucao.blogspot.com/
e espero poder contar com seu texto em Outros Fragmentos http://blogeemconstrucao.blogspot.com/
Grande beijo